Petroleiro produzido em Suape retorna pela primeira vez a Pernambuco

Dois anos depois de construído, o petroleiro Dragão do Mar retornou ao Porto de Suape

Em 14 de abril de 2014, o navio Dragão do Mar deixou o Porto de Suape para a sua viagem inaugural. Nesta última quarta-feira (13/04), há exatos dois anos daquela despedida, a embarcação voltou a atracar em águas pernambucanas, desta vez para movimentar 117 mil toneladas de derivados de petróleo em três operações da Transpetro. Esta é a primeira vez que um navio construído em Suape volta ao Porto onde foi construído. Conhecido pela tecnologia de ponta, o petroleiro do tipo suezmax – com dimensões que permitem passagem pelo Canal de Suez – foi o terceiro a ser construído no Complexo de Suape, de uma série de 10 encomendas da Transpetro ao Estaleiro Atlântico Sul.

 

O Dragão do Mar chegou ao Píer de Granéis Líquidos 3B (PGL-3B) carregado com 57 mil toneladas de óleo diesel, provenientes do Porto de Itaquí, no Maranhão. O material foi descarregado em duas outras embarcações, os navios Torm Gertrud, que recebeu 36 mil toneladas da carga, e o Apostolos, com as outras 21 mil toneladas. As mercadorias terão como destino os Portos de La Teja, no Uruguai, e Doch Sud, na Argentina, respectivamente. A transferência de petróleo e derivados entre embarcações, conhecida como ship-to-ship, foi uma operação iniciada em Suape em novembro de 2013, mesmo período em que o Dragão do Mar estava sendo construído pelo EAS. As operações de transbordo entre o navio fabricado em Suape e as embarcações menores acontecem até amanhã (16/04).

 

A próxima atracação do Dragão do Mar também acontecerá em Suape, antes de seguir para o Porto de São Sebastião, em São Paulo. Na próxima terça-feira (19/04), a embarcação será amarrada ao Píer de Granéis Líquidos 3A (PGL3A) para receber 60 mil toneladas de óleo diesel S10, diretamente da Refinaria Abreu e Lima. “Receber este navio é mais um marco para Suape, porque comprovamos a nossa capacidade para movimentar petróleo e seus derivados com excelência”, destacou o presidente de Suape, Thiago Norões.

 

Categorias
Óleo e Gás
Sem comentário

Deixe uma resposta

*

*

Categorias

RELACIONADO