Operação logística do Zenfone 2 permite entrega em 24 horas após fabricação

Mais de 100 mil smartphones foram recebidos, separados e expedidos pelo CD da Columbia em Cotia nos primeiros 60 dias de vendas no país

Foto: Kārlis Dambrāns/Flickr Creative Commons

Como fazer um smartphone sair da linha de montagem pela manhã e no dia seguinte ser entregue na casa do cliente que fez sua compra pela internet? Esse atendimento de primeiro mundo já acontece no Brasil, graças a uma operação logística complexa e muito eficiente.

“Os produtos que saem da linha de montagem pela manhã são recebidos, processados e expedidos aos clientes finais no mesmo dia. Com a redução do tempo de entrega aumentamos a satisfação dos clientes que compraram o Zenfone 2, novo smartphone da ASUS, além de deixar o ‘fluxo de caixa’ da operação mais justo, uma vez que estes itens são vendidos assim que produzidos”, explica João Lordêllo, gerente de Negócios da Columbia.

Lançado em 20 de agosto, o Zenfone 2 teve mais de 100 mil unidades comercializadas nos primeiros 60 dias no Brasil, segundo o fabricante.
Para chegar a este nível de agilidade, o operador logístico tem que cumprir metas muito exigentes de precisão dos estoques, de separações e de entregas dos produtos. “Evitar erros no atendimento de milhares de pedidos é uma tarefa difícil e fundamental para o sucesso das vendas online, principalmente quando se trata de itens de alta tecnologia e alto valor agregado”, afirma Lordêllo.

A operação logística começa com um detalhado planejamento do ritmo de produção e recebimentos dos produtos no CD da Columbia. O processamento de dados e as atividades administrativas são antecipadas. Também foi necessário ajustar e integrar os sistemas informatizados da ASUS e da operadora logística para reduzir o tempo de atendimento de cada pedido. Processos foram redesenhados para melhorar o desempenho operacional. E a equipe de funcionários da Columbia recebeu treinamento especializado para a atividade com o produto eletrônico de alto valor agregado.

“Preparamos as pessoas, os processos e os sistemas para atender especialmente às necessidades e características desta operação. Procuramos entender profundamente o negócio dos nossos clientes e as necessidades específicas de cada um para ajustar as operações às demandas e garantir o melhor atendimento”, relata o gerente da Columbia.

O Grupo Columbia tem 73 anos de atuação no Brasil e é formado por empresas de comércio exterior, logística integrada, armazéns refrigerados e frigorificados, operações portuárias, sourcing para o setor de moda e fornecimento de hard commodities, combustíveis sólidos e bioenergia. Conta com mais de 380 mil metros quadrados de área de armazenagem em Cotia e Cajamar (SP), Curitiba (PR), Itajaí (SC) e Simões Filho (BA).

Categorias
Logística - TransportesNotícias
Sem comentário

Deixe uma resposta

*

*

RELACIONADO