CONE PROMOVE EVENTO DE LOGÍSTICA E INOVAÇÃO

Evento debateu novas estratégias e potencial logístico de Pernambuco

Na última segunda-feira (12) o Cone – Condomínio de Negócios sediou em Recife, a primeira edição do evento “Logística e inovação” onde contou com a participação do governador do Estado Paulo Câmara e palestras de Jorge Quijan, CEO do Canal do Panamá e Yossi Sheffi, diretor do Centro de Transportes e Logística do Massachusetts Institute of Technology (MIT). O encontro reuniu empresários, políticos e representantes do poder público para discutir o potencial logístico de Pernambuco e apontar novas estratégias e possibilidades para desenvolver o segmento no Estado.

Durante sua apresentação Marcos Roberto Dubeux, presidente do Cone e idealizador do evento, destacou a importância de utilizar o potencial logístico em benefício do Estado. “Pernambuco conta com fatores muito positivos para se desenvolver. Temos cursos técnicos e graduações na área, temos uma localização privilegiada, o complexo portuário de Suape e um aeroporto com capacidade de crescer cerca de 8% ao ano”, afirmou Dubeux.

Marcos Roberto Dubeux também ressaltou a parceria com o Porto Digital, que tem o objetivo de linkar grandes empresas a startups apostando na inovação tecnológica para otimizar resultados, agilizar os processos e diminuir os custos. “Temos 304 empresas atualmente no CESAR, o que contabiliza mais de 9 mil pessoas e mais de 800 empreendedores. Nosso trabalho diariamente é analisar problemas e pensar soluções. O desafio e meta agora é criar soluções que beneficiem o Estado”, comentou Sérgio Cavalcanti, presidente do Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (CESAR).

Em seu discurso o governador Paulo Câmara salientou a importância do evento para discutir o futuro a médio e longo prazo. “Tivemos muitos avanços, como a ampliação no número de voos no aeroporto, e temos um ativo muito importante: o complexo industrial de Suape. Mas ainda temos muito o que fazer”, afirmou. “O Estado quer estar presente e potencializar as parcerias. Queremos dar mais celeridade, avidez, pensar o que pode ser feito para aprimorar soluções e diminuir custos”, reforçou. “Todos nós sabemos que Pernambuco tem condições de ser a porta de entrada de tudo que vem de fora e ser um grande centro distribuidor do Norte/Nordeste”, disse.

Para o CEO do Canal do Panamá, Jorge Quijano, Pernambuco tem muito potencial, mas precisa investir em soluções sem deixar passar as oportunidades. Ele apresentou o case do Panamá como exemplo e identificou alguns problemas recorrentes, como carga tributária e pouco investimento em tecnologia, e listou possíveis soluções, como transações automáticas, apoio do governo e união do setor privado. “É um ciclo. Quando se oferece melhor serviço de transporte com menos custos, isso atrai mais operações logísticas, o que acarreta em mais transportadoras trabalhando e assim mais serviços são oferecidos”, explica Quijano. “Infelizmente Suape ainda não aparece nos estudos oficiais, mas sabemos do potencial do porto em aumentar sua movimentação e atrair ativos maiores”, afirmou.

O diretor do MIT, Yossi Sheffi, começou sua palestra explicando os conceitos de logística e seus benefícios no dia a dia das pessoas. Ele falou sobre como crescem os clusters (aglomerados), quais os fatores de sucesso e o que fazer para que Suape se torne um cluster logístico de referência na América Latina. O principal desafio deixado por Yossi está em apostar nas ideias radicais e pensar no ponto de vista do cliente. “O que se pode fazer para que o cliente escolha se instalar neste Estado em detrimento de outro? Os clientes buscam custos menores, redução de tempo. É preciso focar nos processos e na infraestrutura tendo em vista o que ele precisa”, finalizou.

Categorias
Logística - TransportesNews
Sem comentário

Deixe uma resposta

*

*

Categorias

RELACIONADO